Embarcação Diamante Negro, que transportava 41 pessoas, naufragou no Rio Amazonas

selo

Uma menina de 10 anos continua desaparecida após um naufrágio no Rio Amazonas, na localidade de Pau Cavado, próximo a Macapá, no Amapá, ocorrido na terça-feira. Quatro pessoas morreram. Segundo o Corpo de Bombeiros, as buscas à criança estão sendo feitas por militares da Marinha.

De acordo com nova recontagem dos passageiros, a embarcação Diamante Negro transportava 41 pessoas, além de muito material diverso. Deste total, foram resgatados quatro corpos, todos de mulheres, sendo uma adulta e três crianças.

Outras 36 pessoas foram socorridas com vida, sendo 32 delas por uma embarcação que estava próxima ao local, duas por ribeirinhos e duas pelos bombeiros na manhã de ontem. Eles estavam agarrados a pedaços de madeira e foram encaminhados ao Hospital de Macapá.

Segundo os bombeiros, o barco estava com superlotação, pois sua capacidade é de no máximo 30 pessoas. A embarcação saiu de Afuá, na ilha de Marajó, e seguia para Macapá quando bateu em um pedaço de madeira. Segundo o tenente coronel Alexandre Veríssimo, a maré estava muito forte, quebrou o leme e deixou sem controle o barco, que acabou virando.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.