Após dois anos de governo, Cabral reconhece que faltam policiais no Rio

RIO DE JANEIRO - A polícia do Rio de Janeiro tem uma defasagem de mais de 20 mil homens, disse nesta quinta-feira o governador do Estado, Sérgio Cabral. Ele comentou a carência de pessoal na área de segurança pública fluminense ao participar da cerimônia de formutura de 677 soldados da Polícia Militar (PM).

Redação com Agência Brasil |

Acompanhado do secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, Cabral anunciou que 250 formandos serão destacados para o policiamento comunitário a partir de fevereiro. Antes disso, os soldados vão fazer treinamento de 20 dias no Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PM.

De acordo com Cabral, 200 homens serão deslocados para a Cidade de Deus, dominada por traficantes, e 50 para a favela do Batan, em Realengo, onde há a atuação de milícias. Os novos policiais, assinalou ele, vão ajudar a  reprimir o tráfico e a ação das milícias.

Leia mais sobre: polícia - Rio de Janeiro

    Leia tudo sobre: polícia no rio de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG