Após dez dias preso, Valério deve ser solto amanhã

O empresário Marcos Valério, considerado o operador do mensalão e preso pela Polícia Federal durante a Operação Avalanche, deflagrada dia 10, deve ser libertado na madrugada de amanhã da carceragem da corporação, em São Paulo. É quando expira sua ordem de prisão temporária, decretada na terça-feira pela Justiça Federal.

Agência Estado |

A medida, tomada pela juíza Paula Mantovani Avelino, da 1ª Vara Criminal Federal, tinha validade de cinco dias. Até ontem pela manhã, a prisão preventiva do empresário não havia sido pedida. De acordo com o defensor do empresário, Marcelo Leonardo, assim que for solto Valério deve viajar para Belo Horizonte, sem conceder entrevista.

O empresário é acusado de articular um esquema de corrupção e quadrilha para forjar inquérito contra fiscais da Fazenda, que autuaram em R$ 104,54 milhões a Cervejaria Petrópolis, de seu amigo, Walter Farias. Valério foi monitorado pela PF durante três meses. Seus telefonemas foram interceptados e seus movimentos, filmados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG