Após desmaio, perita do caso Isabella presta depoimento

SÃO PAULO - O depoimento da perita Delma Gama terminou por volta das 17h, desta sexta-feira, depois de ser adiado devido a um desmaio dela nesta manhã, na 1ª Vara do Júri, no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador. A perita faz parte da equipe do legista George Sanguinetti, contratado pela defesa do casal Nardoni.

Redação com Agência Estado |

Acordo Ortográfico Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça da Bahia, ela voltou a afirmar que estava dopada, apesar dos médicos que a examinaram, logo após seu desfalecimento, afirmarem que ela não estava sob efeitos de sedativos.

Entretanto, durante suas respostas, ela se queixou de dores e não respondeu as perguntas de forma coerente. Em diversos momentos, a perita se contorceu na cadeira de rodas, pois, segundo ela, estava com muitas dores.

De acordo com a assessoria de imprensa, o juiz Cássio Miranda, durante o depoimento, chegou a pedir para ela "parar de fingir" e "terminar com o teatro".

Rogério Neres, o advogado de defesa do casal Nardoni, acusado de matar a menina Isabella, de cinco anos, em São Paulo, disse que não faria nenhuma pergunta a Delma por causa das más condições da saúde da perita.

Os autos do processo seguem agora para São Paulo.

Dopada

Pela manhã, o juiz Cássio Miranda havia determinado que fosse feito um exame toxicológico na perita para saber se ela estava dopada e ressaltou que ela só sairá do Fórum após prestar seu depoimento, já que esta é a terceira intimação. O magistrado disse que o estado em que Delma chegou ao Fórum pode ser uma manobra da defesa do casal.

A perita contesta o laudo oficial do Instituto de Criminalística de São Paulo, que afirma que Isabella foi morta pelo casal no último dia 29 de março, depois de ter sido jogada do sexto andar de um prédio na zona norte da capital paulista.

Leia mais sobre: Caso Isabella

    Leia tudo sobre: isabella

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG