Após atos de vandalismo, estações de trem do Rio funcionam normalmente

SÃO PAULO - Após o tumulto, na quarta-feira, que deixou pelo menos dez feridos e interrompeu a circulação de trens do ramal Japeri-Central, na Baixada Fluminense, a situação está normalizada nesta quinta-feira nas estações de trem do Rio de Janeiro.

Redação |

    Segundo informações da concessionária SuperVia, os trens operam normalmente em todas as estações, incluindo as de Nilópolis, Nova Iguaçu, Deodoro e ramal Japeri, que sofreram depredações na manhã de ontem.

    A circulação de trens no ramal do Japeri ficou interrompida entre 8h e 12h50 em razão do protesto de alguns passageiros, que quebraram catracas e colocaram fogo em um dos vagões. Por causa da impossibilidade de devolução do dinheiro daqueles que já haviam comprado passagem, o embarque é gratuito nesta quinta-feira da estação Ricardo de Albuquerque a Paracambi até as 10h.

    Segundo a SuperVia, a confusão começou após um trem que fazia o percurso Japeri-Central do Brasil apresentar problemas técnicos por volta das 7h40, a 100 metros da estação Nilópolis. Ele não pode prosseguir viagem e, revoltados, os passageiros forçaram as portas e desembarcaram na via férrea. Além disso, tomaram os trilhos, impediram a circulação dos demais trens e colocaram fogo em um dos dos vagões.

    Como medida de segurança, a SuperVia acionou a Polícia Militar e suspendeu a circulação no ramal Japeri até a situação ser controlada.

    O ramal, segundo estimativas da concessionária, tem capacidade para transportar 120 mil pessoas, mas, no momento do incidente, havia cerca de 30 mil.

    Assista ao vídeo sobre o protesto:

    Leia mais sobre: t rens


      Leia tudo sobre: rio de janeirotrensvandalismo

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG