Após acidente, obras do Trecho Sul do Rodoanel param por 15 dias

SÃO PAULO - As obras do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas, onde três vigas caíram na noite de sexta-feira deixando três pessoas feridas, ficarão paralisadas por 15 dias para que as causas do acidente sejam investigadas.

Redação |

Futura Press
Carreta atingida por viga

Carreta atingida por viga

A paralisação não deve atrasar o cronograma de entrega das obras, previsto para ser concluído no dia 27 de março de 2010.

O tempo é necessário para que o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) possa elaborar um laudo sobre o acidente. As investigações também estão sendo acompanhadas pelo Ministério Público.

Nesta manhã, durante entrevista coletiva à imprensa, o diretor de engenharia da Dersa e gestor responsável pela construção do Rodoanel, Paulo Vieira de Souza, descartou a possibilidade de falhas no projeto, mas admitiu que possam ter havido problemas na execução da obra.

"Possivelmente tem problema na execução, no tombamento ou no transporte, afirmou, ressaltando, no entanto, que qualquer afirmação que se faça sobre as causas do acidente agora são levianas.

Souza acrescentou que a obra tem 61 quilômetros de extensão e um terço das construções são de pontes e viadutos, onde há mais de 2 mil vigas iguais as que caíram.

Em duas semanas, o engenheiro afirmou que a Dersa deverá responder o motivo técnico pelo qual "ocorreu o rompimento da viga de 40 metros, com 2,20 metros de altura e 85 toneladas".

O acidente

Na noite de sexta-feira, por volta de 21h, as vigas caíram em cima de um caminhão e dois carros que trafegavam na rodovia Régis Bittencourt, próximo ao km 279, na altura de Embu. Segundo a concessionária Autopista, quando as vigas de sustentação caíram, a pista tinha fluxo intenso.

O acidente deixou três pessoas feridas. A Secretaria de Saúde de São Paulo informou que todos passam bem. O governador José Serra disse, em sua página no Twitter, que independentemente da apuração das causas do acidente, o consórcio responsável pelas obras indenizará plenamente as vítimas.

Funcionários da Dersa, equipes do Corpo de Bombeiros e agentes da concessionária Autopista trabalharam até as 10h deste sábado para a retirada dos escombros e de limpeza da pista. A única viga que não chegou a cair do viaduto foi retirada durante a madrugada, pois havia o risco de desabamento. Apenas na tarde deste sábado é que o trânsito na localidade voltou ao normal.


Visualizar Obra do Rodoanel cai na pista da Régis  em um mapa maior


(*com informações das agências Brasil e Estado)

Leia também

Leia mais sobre acidente no Rodoanel

    Leia tudo sobre: acidenterodoanel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG