Após 23 anos, acesso da Fernão Dias será inaugurado

Vinte e três anos se passaram desde as primeiras promessas de construção das cinco alças de acesso ligando a zona norte da capital paulista, na divisa com a cidade de Guarulhos, à Rodovia Fernão Dias, na região da Vila Sabrina. Desde 1985, o Brasil já teve cinco presidentes, a cidade de São Paulo, nove prefeitos, e a intenção de transformar a região norte em um pólo de cargas ficou pela metade - só um terminal para caminhões, inaugurado ali pelo então prefeito Mário Covas, ficou pronto nos anos 80.

Agência Estado |

Desde 1985, o Brasil já teve cinco presidentes, a cidade de São Paulo, nove prefeitos, e a intenção de transformar a região norte em um pólo de cargas ficou pela metade - só um terminal para caminhões, inaugurado ali pelo então prefeito Mário Covas, ficou pronto nos anos 80.

Finalmente, depois de mais de 8.300 dias de espera e promessas, as alças estão prontas e serão inauguradas nesta terça-feira, numa parceria entre as Prefeituras de São Paulo, Guarulhos e governo federal.

As cinco alças que serão entregues vão tirar, diariamente, cerca de 10 mil caminhões das ruas de Vila Sabrina, parques Novo Mundo e Edu Chaves, Vila Medeiros e Jardim Brasil. Em São Paulo e Guarulhos, cerca de 600 mil pessoas serão beneficiadas.

Reclamação antiga dos moradores, os veículos pesados, que tinham de cortar o bairro na chegada da Fernão até o terminal ou na saída para a estrada, provocavam barulho, poluição e deixavam o asfalto das vias, algumas estritamente residenciais, em condição imprestável. Havia também pontos de estacionamento irregular.

Por vários anos, os esqueletos das alças ficaram abandonados e cheios de entulho. Desde 2004, existia só uma ponte de 340 metros de extensão sobre a rodovia, construída pelo governo municipal, que servia como a única saída do terminal. Depois de uma licitação da Prefeitura, o custo da obra caiu de R$ 10,2 milhões (previsto pelo governo federal) para R$ 7,1 milhões. Com a economia, os trabalhos foram iniciados em abril de 2007.

Duas das alças farão a ligação entre a Rodovia Fernão Dias e o terminal de cargas, na chegada a capital paulista; e entre o terminal e a pista no sentido Belo Horizonte (saída). Outras duas ligarão a Fernão Dias a um viaduto que cruza a rodovia, possibilitando que o motorista siga em direção a Guarulhos. E a quinta fará parte da própria rodovia, conectando a pista sentido Belo Horizonte a um segundo acesso a Guarulhos. As informações são do "Jornal da Tarde".

    Leia tudo sobre: transito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG