SÃO PAULO - A indústria brasileira apresentou um crescimento de 3,3% na comparação dos meses de outubro de 2008 com o mesmo período do ano passado. Divulgada nesta sexta-feira, o levantamento indica que praticamente todos os setores da economia apresentaram variação positiva. O setor automobilístico, um dos mais afetados pela crise global, foi o único que apresentou retração.

Segundo a pesquisa Ipea, a indústria automobilística, entre os meses de outubro de 2008 e de 2007, registrou uma queda de 0,3%. Já na comparação entre os meses de outubro e setembro do ano corrente (2008), período onde a crise do crédito apresentou seu ápice, a retração da produção foi de 1,6%.

Para o coordenador do Indicador Ipea de Produção Industrial, Leornardo Mello de Carvalho, a queda dentro da indusútria automobilística é  reflexo dos primeiros efeitos da crise internacional. "A escassez de crédito tem afetado as vendas do setor, que registraram queda de 11% em relação a setembro", informa Mello de Carvalho.

De acordo com o levantamento do instituto de economia, o setor de automobilístico passa por um processo de acomodação, dado confirmando pelo crescimento dos estoques dentro das unidades de produção.

Além disso, a crise também afetou, entre outubro e setembro de 2008, a produção de  veículos pesados, que indicou uma queda de 1,0%. No entanto, no acumulado do ano, o setor ainda apresenta uma elevação de 2,2%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.