Apenas 4 cidades do País não têm estrutura socioassistencial

De acordo com pesquisa do IBGE, cidades estão localizadas em SP, RS, MG e BA

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

Apenas quatro dos 5.565 municípios do Brasil – Barão de Antonina (SP), Fama (MG), Monte Belo do Sul (RS) e Rio do Antonio (BA) – não possuem uma estrutura para tratar da política de assistência social. Essa é a conclusão da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic), divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento não avalia a eficácia dos serviços oferecidos pelos municípios, e sim, se eles existem ou não nas cidades.

“Esse número representa que a política de assistência social está mais que fincada na gestão municipal”, avalia Vânia Pacheco, gerente da pesquisa.

De acordo com a Munic, entre as cidades que declararam ter estrutura para assistência social, 70,1% possuíam uma secretaria exclusiva para essa área; 22,5%, uma secretaria em conjunto com outra política; 4,6%, um setor subordinado diretamente ao prefeito; e 2,6%, um setor subordinado a outra secretaria.

Segundo o levantamento feito pela Munic, dentre as políticas compartilhadas com a assistência social em uma secretaria, a mais frequente é a saúde (31,9%), seguida pelo trabalho (29%). “Isso é comum porque a assistência social anda de mãos dadas com essas políticas. Para dar suporte a uma pessoa, você precisa criar mecanismo de saúde e postos de trabalho para que ela se insira plenamente na sociedade”, diz Vânia Pacheco.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG