Aparecido obtém no STF direito de calar-se em CPI

O ex-secretário de Controle Interno da Casa Civil José Aparecido Pires conseguiu hoje, no Supremo Tribunal Federal (STF), habeas-corpus para se manter calado no depoimento que dará amanhã na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista dos Cartões Corporativos. Além disso, não precisará assinar termo de compromisso obrigando-o a dizer a verdade.

Agência Estado |

Acusado pelo vazamento do suposto dossiê com gastos do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ele deve manter amanhã a mesma versão que deu à Polícia Federal (PF), segundo a qual transmitiu os dados por engano e poupou a secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, de qualquer responsabilidade na elaboração do suposto dossiê. Com a concessão do habeas-corpus, Aparecido não pode ser detido, se se silenciar, amanhã, na CPI.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG