Apagão demonstra fragilidade de sistema energético, diz Sarney

Brasília - O apagão em 10 Estados brasileiros registrados na noite de terça-feira entrou na pauta do Senado. O presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), disse que o episódio demonstra ¿uma certa fragilidade¿ do sistema energético. Para ele, o problema torna-se mais sério por envolver uma hidrelétrica do porte de Itaipu, que tem uma das tecnologias mais avançadas.

Agência Brasil |

    Sarney, porém, considerou equivocada qualquer comparação do episódio de ontem com a crise do setor energético em 2001. Segundo ele, o que ocorreu foi um acidente. O presidente do Senado ressaltou, entretanto, que cabe um debate amplo que envolva, além do setor produtivo, a modernização de equipamento e as relações de consumo.

    O PSDB e o DEM já preparam requerimentos de pedidos de informações ao governo sobre as razões que levaram várias cidades a ficarem sem energia. No Senado, o documento será apresentado pelo líder tucano, Arthur Virgílio Neto (AM) e, na Câmara, pelo líder do DEM, Ronaldo Caiado (GO).

    Veja os Estados atingidos pelo apagão

    Leia também:

  • Vendaval pode ter causado apagão, diz presidente da Itaipu
  • Queda de três linhas de transmissão causou apagão, diz ministério
  • Apagão atinge ao menos dez Estados do País
  • Após apagão em parte do País, Itaipu informa que opera normalmente
  • Estados enfrentam noite de caos e medo sem energia elétrica
  • Imprensa internacional repercute apagão no Brasil
  • Metrô de SP inicia operação mais cedo e rodízio é suspenso
    • Leia tudo sobre: apagãosarney

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG