Ao menos 2,5 milhões de mulheres foram agredidas em 2009

De acordo com pesquisa do IBGE, em 36,2% dos casos os agressores eram "pessoas conhecidas" pelas vítimas

EFE |

Pelo menos 2,5 milhões de mulheres sofreram algum tipo de agressão no Brasil durante o ano de 2009 e 25,9% foram vítimas de seu próprio companheiro, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O relatório do organismo oficial indica que 1,6% de toda a população feminina do País foi vítima de agressões. O IBGE concluiu ainda que em 36,2% dos casos os agressores eram "pessoas conhecidas" pelas vítimas.

Além disso, o estudo diz que das 2,5 milhões de mulheres que foram agredidas, mais da metade não formalizou a denúncia diante das autoridades policiais. Nesses casos, 18,2% das vítimas consideraram que a agressão "não era tão importante", enquanto 33,1% confessaram "temer algum tipo de represália" dos agressores e 10,1% pensaram que não teria como "provar" o fato.

    Leia tudo sobre: ibgecrimerouboviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG