Ao menos 13 crianças passam mal após comerem balas em São Paulo

SÃO PAULO - Ao menos 13 crianças passaram mal e foram levadas ao Pronto-Socorro Municipal de Santo Antônio de Posse (a 150 quilômetros de São Paulo) no fim da tarde desta quinta-feira após ingerirem balas dadas por uma colega da Escola Municipal Augusto Coelho, na área central da cidade. As crianças foram atendidas no pronto-socorro e liberadas.

Agência Estado |

O homem que teria dado os doces à aluna, um vizinho que a levou até a escola, foi à polícia. "Ele se apresentou na delegacia, preocupado, e disse que conseguiu as balas na casa de um cunhado", afirmou o delegado titular de Santo Antônio de Posse, Anderson Cassemiro de Lima. A polícia ainda não ouviu o homem indicado pelo rapaz que deu as balas à estudante.

Segundo informou o delegado, a polícia aguarda laudos do Instituto de Criminalística de Campinas e do Instituto de Toxicologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) para detectar que tipo de substância teria provocado náuseas nas crianças.

"Em um primeiro momento suspeitou-se de presença de droga nas balas, mas isso só poderá ser afirmado após os resultados dos laudos", informou.

A Unicamp informou que o laudo será divulgado na manhã desta sexta-feira. "Acredito que o material estivesse impróprio para o consumo", afirmou Cassemiro de Lima.

    Leia tudo sobre: intoxicação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG