Anvisa suspende propaganda de quatro medicamentos

SÃO PAULO - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou nesta sexta-feira a suspensão das propagandas dos produtos Miracle, que é comercializado em cápsulas, e Aura Shine, vendido em forma de gel. Os dois produtos prometem desde regularizar a vida sexual de homens e mulheres até firmar seios e acabar com rugas.

Agência Estado |

Segundo a assessoria de imprensa da Anvisa, os produtos não podem ser vendidos porque não têm registro do Ministério da Saúde, além das peças publicitárias terem um número excessivo de alegações terapêuticas.

No parecer para suspender a propaganda dos dois produtos - distribuídos pela empresa Towaki Internacional, Comércio e Representações -, a Anvisa argumentou não ser possível atribuir tantas propriedades aos produtos.

A Anvisa também suspendeu nesta sexta as propagandas do analgésico Mirador, fabricado por DM Indústria Farmacêutica Ltda, e do Chá de Amora Miura, fabricado por Comercial de Alimentos Meninos do Campo.

O órgão alegou que as peças publicitárias do Mirador podem induzir o consumir a erro uma vez que utiliza expressões enfáticas como "muito bom" ou "medicamento forte". Para suspender a propaganda do Chá de Amora Miura, a Anvisa observou que "as peças publicitárias fazem alegações terapêuticas ao controle de doenças como diabetes e obesidade e à imunização contra câncer".

Além disso, segundo a Agência, o produto não se encaixa na categoria dos chás dispensados de registro e, portanto, não pode alegar propriedades terapêuticas próprias de medicamentos.

Leia mais sobre: Anvisa

    Leia tudo sobre: anvisa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG