Anvisa lança selo de segurança para medicamentos

Mecanismo eletrônico permite verificar a autenticidade do produto na hora da compra

Agência Estado |

selo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) lançou hoje (6) um selo de segurança que será reconhecido por leitoras óticas instaladas em todas as drogarias do País.

Com isso, a partir de janeiro de 2012, quem comprar um medicamento poderá confirmar na própria farmácia se o produto é verdadeiro. As informações são da Agência Brasil.

Para comprovar a autenticidade do produto bastará aproximar a etiqueta da leitora ótica. Uma luz verde, acompanhada de um sinal sonoro, indicará que o remédio é verdadeiro.

Autoadesivo e impermeável, o selo vai ser único, sem diferenciação por Estado ou por fabricante. De acordo com a Anvisa, o objetivo é reduzir os riscos provocados por medicamentos falsificados, roubados, sem registro ou contrabandeados.

Apenas este ano, 53.575 remédios falsificados e contrabandeados foram apreendidos, além de 62,9 toneladas de produtos sem registro.

Indústria farmacêutica

Em nota enviada à imprensa no início da noite desta terça-feira, as principais entidades representativas da Indústria farmacêutica afirmam que foram surpreendidas com a decisão da ANVISA de adotar um selo de segurança nas embalagens de medicamentos.

Para elas, o selo de segurança não contribui para o aperfeiçoamento do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos, que é uma determinação legal e sempre teve total apoio do setor, como forma de combater o roubo, a fraude, a falsificação e a sonegação no mercado de medicamentos.

Ainda segundo a nota, a adoção do selo de segurança é equivocada e deverá aumentar o preço dos medicamentos para o consumidor. As entidades também rechaçam a entrega do medicamento à Casa da Moeda e o fornecimento do selo a um único fornecedor que, segundo eles, detém o monopólio do sistema. 

* com iG São Paulo

    Leia tudo sobre: Anvisaselo de segurança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG