Com 217 dos 326 votos, o desembargador Antonio Carlos Vianna Santos foi eleito para a presidência do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), o maior do País, com 355 desembargadores. Vianna Santos vai conduzir a corte nos anos de 2010 e 2011.

Ele toma posse administrativamente no dia 4 de janeiro. Já a sessão solene em que assumirá o cargo ocorrerá no início de fevereiro, na abertura do Ano Judiciário.

Paulista de Sorocaba, Vianna Santos disse que sua principal meta será informatizar o tribunal. O primeiro setor será o de ações de execução fiscal, que, de acordo com o desembargador de 67 anos, tem hoje dez milhões de processos. "O Executivo é o principal interessado no andamento dessas ações, que são tocadas a unha", afirmou.

Na disputa pelo cargo de presidente do tribunal, Vianna Santos venceu os desembargadores Marco César Müller Valente, que teve 42 votos, e Antonio Carlos Munhoz Soares, com 47. Em uma segunda votação, Müller Valente foi eleito vice-presidente do TJ-SP, com 221 votos. No terceiro escrutínio, Munhoz Soares teve 191 votos e foi escolhido corregedor-geral.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.