Antonio Banderas se queixa dos efeitos da crise sobre o cinema independente

O ator espanhol Antonio Banderas, produtor e diretor de sua própria companhia, lamentou neste sábado os efeitos da crise econômica global sobre o cinema independente.

AFP |

"A crise nos pegou de surpresa e agora é muito difícil conseguir dinheiro dos bancos para produzir filmes. No momento, estamos numa situação muito difícil", declarou o astro hollywoodiano, que é convidado do Festival de Cinema de Karlovy Vary, oeste da República Tcheca, onde vai apresentar seu primeiro filme como realizador, "O caminho dos ingleses".

"Os grandes estúdios também estão com problemas, mas são problemas relativamente pequenos se comparados aos do cinema europeu", declarou ainda.

Paralelo a um filme de Woody Allen e outros projetos que tem em Hollywood, Banderas, 49 anos, prepara sua próxima produção e vai procurar nos países árabes o financiamento para seu projeto.

"Escrevi um roteiro sobre o último rei dos árabes no século IX", conta ele. "Quero filmá-lo em árabe, com uma distribuição árabe", acrescenta.

Banderas se prepara também para voltar às telas nos próximos meses com uma nova versão de "Zorba, o grego".

sof/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG