BRASÍLIA ¿ O Palácio do Planalto lançará na próxima segunda-feira o blog da Presidência da República. O site - popularmente chamado de blog do Lula - vai disponibilizar informações das atividades e ações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governo de forma geral. Apesar de considerarem a iniciativa positiva, especialistas em internet e política criticam o novo blog.

alt
a reprodução do blog do Planalto" src="http://publicador06.brti.com.br/publicador/bancoimagem/resizeimagem?codimg=6179433&maxDim=250" proporcao="0.665"

Clique aqui para ver a reprodução
da página do blog em tamanho maior

A ideia do governo é usar o site como uma ferramenta para alcançar o público que usa a internet como principal meio de informação. "Eu acho que isso vai servir para algum tipo de aproximação, mas um pouco tarde demais, pois já estamos no final do governo do Lula", avalia Daniela Ramos, professora de Novas Tecnologias da Comunicação da Faculdade Cásper Líbero.

Proximidade

O blog do Planalto funcionará como uma agência de notícias e vai contar com uma equipe de repórteres, editores e programadores para publicar as informações. Não estão previstos posts escritos pelo presidente, além da sua coluna semanal enviada a jornais impressos e que será republicada no blog.

Para a professora, é fundamental que a autoria dos textos seja transparente para conseguir atrair os usuários de internet. "Tem que ficar claro quem escreve e qual é a proximidade dessas pessoas com o presidente", pontua.

Segundo ela, se o próprio presidente escrevesse no blog a credibilidade das informações seria maior. "Ele realizaria a expectativa do leitor de querer chegar perto de quem escreve. Muda a relação de credibilidade, afirma.

Na opinião do sociólogo Sérgio Amadeu, autor do livro "Ciberespaço - A luta pelo conhecimento", Lula deveria ter um Twitter - site de relacionamento que permite aos usuários colocar mensagens
curtas, de até 140 caracteres, que podem ser vistas por outros usuários que se cadastram para recebê-las.

"O presidente tem um carisma muito grande e um diálogo muito próximo com o cidadão, o que poderia ser utilizado muito bem pelo nanoblog", afirma. O Planalto estuda a criação de um Twitter do Planalto e um canal do site de videos YouTube.

AE
Blog trará eventos em que o presidente Lula estará presente

Blog trará eventos em que o presidente Lula estará presente

"Outdoor virtual"

De acordo com a assessoria de imprensa do Planalto, inicialmente os internautas não poderão comentar os textos publicados. Em um primeiro momento, segundo a assessoria, seria inviável abrir o blog para comentários por falta de estrutura da Secretaria de Imprensa - não só para fazer a moderação, mas também para dar respostas aos leitores.

A impossibilidade dos visitantes comentarem também gera críticas dos especialistas. Sérgio Braga, professor de Ciência Política da Universidade Federal do Paraná, acredita que sem esse tipo de interatividade o blog corre o risco de se tornar um "mero outdoor virtual". "A iniciativa em si é ótima, mas eles têm que fazer um esforço para disponibilizar e facilitar a interação", diz o professor.

A professora de Comunicação e Política da Universidade Federal de Minas Gerais, Rousiley Maia, concorda com o colega. "Por princípio, a ideia de um blog seria exatamente aproximar de uma forma mais direta representantes dos cidadãos. Nesse caso, se não há possibilidade de respostas, esses possíveis benefícios vão por água abaixo. Me parece que se torna mais um meio de propaganda do que uma forma de diálogo", avalia.

A assessoria do Planalto explica que o objetivo não é fazer do blog mais um instrumento da "'guerra política' que está tomando conta da internet, mas priorizar um portal de noticiário e serviços".

Como ferramentas de interatividade, o governo afirma que os textos poderão ser copiados por outros blogs e, assim, serem comentados. Eventualmente, os responsáveis pelo blog do governo, que terão acesso a estes comentários, poderão respondê-los para dar a sua versão dos fatos. Outra ideia que poderá ser adotada, de acordo com o assessoria, é a criação de enquetes para que as pessoas possam se manifestar sobre determinados assuntos polêmicos.

Política na internet

Reuters
alt
conseguiu milhares de novos eleitores" src="http://publicador06.brti.com.br/publicador/bancoimagem/resizeimagem?codimg=5992411&maxDim=250" proporcao="0.759375"

Com internet, Obama conseguiu 
milhares de novos eleitores

O blog do Planalto foi inspirado no criado pela equipe do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, durante as eleições americanas realizadas no ano passado.

Durante a corrida à Casa Branca, a internet foi um elemento essencial na campanha dos democratas . "Foi um peso alto, porque o Obama conseguiu que milhões de novos eleitores se cadastrassem e conseguiu arrecadar uma quantia significativa de dinheiro", afirma Daniela Ramos.

Após a eleição, o portal do governo dos Estados Unidos foi reformulado , mas, assim como previsto aqui no Brasil, o blog da Casa Branca também não é aberto a comentários.

A professora de Novas Tecnologias da Comunicação afirma que, apesar da inspiração na publicação americana, o Brasil ainda está muito atrasado quando o assunto é política na internet. Para ela, poucos políticos aproveitam essa ferramenta para interagir com os eleitores.

Mesmo com a inexperiência de alguns políticos, Sérgio Braga destaca o forte papel da internet nas próximas eleições. "Ela será um meio importante para os cidadãos manifestarem sua indignação em relação aos políticos e à forma de fazer política no Brasil atualmente".

Dados do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) confirmam o avanço da internet no País. Em setembro de 2000, havia 5,1 milhões de usuários ativos de internet residencial. Hoje, são 27,5 milhões.

Para as próximas eleições, o sociólogo Sérgio Amadeu prevê uma disputa virtual acirrada. "Sem preparo ou com preparo, os políticos vão ter de enfrentar a comunicação distribuída. Quem não estiver preparado vai ser engolido", afirma.

Leia também:

Leia mais sobre: blog do Planalto

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.