Antena causou explosão em Santo André, diz polícia

A Polícia Civil chegou à conclusão de que a queda de uma antena de televisão foi a real causa da explosão que devastou um quarteirão de Santo André, na região do ABC, e resultou na morte de duas pessoas. A antena ficava na laje da loja de fogos de artifício e estava sendo consertada pelo proprietário do imóvel, Sandro Luiz Castellani, e um vizinho.

Agência Estado |

A versão foi informada ontem por Castellani e corroborada por pelo menos mais três depoimentos do inquérito policial.

"Está claro para nós que o que deflagrou foi o manuseio de uma antena sobre a laje", disse o delegado responsável pelo caso, Alberto José Mesquita Alves. "O Sandro e o vizinho se descuidaram e a antena caiu sobre a fiação elétrica da loja. Houve um curto-circuito e descarga elétrica e, depois, começaram os estouros na loja."

Castellani informou que o temporal de dois dias antes da explosão em Santo André havia danificado o toldo da loja, que foi consertado no dia seguinte, sendo que a antena ficou de ser instalada na quinta-feira. "Compramos um cano e estávamos colocando. Não lembro se nos descuidamos e ela caiu ou se foi a própria energia que puxou."

Desde o acidente, Castellani e a mulher contam que ficaram na casa de um amigo, esperando o momento de se apresentar. O depoimento já havia sido combinado com o delegado, no sábado. "Nossa vida acabou agora. Vocês acham que fizemos de propósito? Nós perdemos duas pessoas de que gostávamos, nessa história", diz Conceição Fernandes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG