Diante da Prefeitura de São Paulo, na região central da cidade, os paulistanos anônimos fizeram uma festa à parte durante a cerimônia de posse do prefeito Gilberto Kassab (DEM). Muitos que se postaram diante da Prefeitura confessaram não ter votado no prefeito reeleito.

Estavam ali para ver “famosos”.

“Cadê o Pânico?”, perguntava Paulo Rogério de Jesus Silva, de 19 anos, se referindo ao programa de TV. “Estava passando aqui, vi essa aglomeração e achei que era treta. Pensei: ou estavam distribuindo casa própria ou mataram alguém”, brincou.

O produtor cultural Zeca Valadares, de 53 anos, não se incomodou de viajar durante toda a madrugada, de ônibus, vindo de Brasília, para tentar entregar uma escultura ao governador José Serra. O objeto era uma caricatura do político e do governador de Minas, Aécio Neves, travando uma chave de braço. Detalhe: o político paulista trajava uma faixa presidencial. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.