Alexandre era um pai ausente, diz mãe de Isabella http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/06/17/depoimentos_comprovam_investigacoes_da_policia_sobre_caso_isabella_diz_promotor_1369269.htmlDepoimentos comprovam investigações da polícia, diz promotor" / Alexandre era um pai ausente, diz mãe de Isabella http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/06/17/depoimentos_comprovam_investigacoes_da_policia_sobre_caso_isabella_diz_promotor_1369269.htmlDepoimentos comprovam investigações da polícia, diz promotor" /

Anna Jatobá detestava minha filha, diz avó de Isabella

SÃO PAULO - A avó materna de Isabella, Rosa Maria Cunha de Oliveira, que presta depoimento neste momento, afirmou que sua filha, Ana Oliveira, mantinha contato constante com Anna Jatobá por causa de Isabella. Segundo Rosa, não tinham laço de amizade. Até porque Jatobá detestava a minha filha. Rosa é a terceira testemunha a prestar depoimento nesta quarta-feira no Fórum de Santana. O depoimento dela começou às 17h39. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/06/18/alexandre_era_um_pai_ausente_diz_mae_de_isabella_1370449.html target=_topAlexandre era um pai ausente, diz mãe de Isabella http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/06/17/depoimentos_comprovam_investigacoes_da_policia_sobre_caso_isabella_diz_promotor_1369269.htmlDepoimentos comprovam investigações da polícia, diz promotor

Juliana Simon, do Último Segundo |


Segundo Rosa, ela chegou ao local do crime apenas 3 minutos depois, por estar perto do edifício. Quando chegaram ao hospital, para onde Isabella foi encaminhada, a avó teria questionado Alexandre sobre o que havia acontecido com a garota. "Ele sempre insistiu na presença de um ladrão".

Quando questionada sobre o apoio que dava ao relacionamento da filha com o Alexandre, Rosa afirmou que a família Oliveira sempre foi contra o relacionamento dos dois. "Ela (Ana Oliveira) tinha 16 anos e Alexandre sempre falava muita gíria e não estudava".

De acordo com a avó de Isabella, Jatobá sempre manifestou um ciúme doentio pelo Alexandre. Rosa ressaltou em depoimento que, toda vez que Isabella tinha que ir para casa do pai, a menina chorava. "Isabella ia chorando, mas nunca reclamava do pai".

Rosa explicou também que Alexandre não visitou Isabella, até os 3 anos de idade da garota. 

Depoimentos

Nesta quarta também será ouvido o avô materno de Isabella, José Arcanjo de Oliveira. Ele faz parte do grupo de 18 testemunhas de acusação, indicadas pelo Ministério Público, no processo sobre a morte de Isabella.

A Justiça deve ouvir Antônio Lúcio Teixeira (vizinho), Geralda Afonson Fernandes, Robson Castro Santos, Luciana Ferrari e Waldir Rodrigues de Souza - casal que ouviu gritos de uma criança dizendo "pára, pai". Uma última testemunha ainda não teve seu nome divulgado. 

Leia também:

    Leia tudo sobre: caso isabella nardoni

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG