Aniversário de Brasília terá comemoração mais modesta

Os 50 anos de Brasília serão comemorados com uma festa menor que a originalmente concebida, sem atrações estrangeiras - e com um dos principais cartões-postais da cidade, a Catedral, ainda em obras. O anúncio oficial da programação será feito hoje.

Agência Estado |

Entre as atrações confirmadas pelo governo do Distrito Federal estão os grupos NX Zero, Bruno & Marrone e Paralamas do Sucesso.

O governo do DF pretende desembolsar até R$ 10 milhões pelo evento, metade do prometido inicialmente pelo governador afastado José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM), preso desde 11 de fevereiro na Superintendência da Polícia Federal (PF). Os organizadores prometem uma festa mais enxuta na Esplanada dos Ministérios e buscam apoio da iniciativa privada para reduzir custos.

Os preparativos foram prejudicados pela crise do "mensalão do DEM". O Comitê Executivo dos 50 anos de Brasília era presidido por Paulo Octávio (sem partido, ex-DEM), o vice que assumiu o governo após a prisão de Arruda e acabou renunciando. Há duas semanas, o atual governador em exercício, Wilson Lima (PR), encontrou-se com integrantes do comitê e prometeu analisar a proposta para a festa.

O Palácio do Planalto, que no momento passa por restauração, deverá ser entregue no dia 21 de abril para o aniversário de 50 anos, informou a Secretaria de Imprensa da Presidência. Já a Catedral ficará pronta só em junho. Segundo a Secretaria de Obras do DF, o cronograma está dentro do previsto. A Catedral deve abrir para visitação no dia do cinquentenário, mesmo precisando de ajustes finais de acabamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG