Anatel não deve liberar nesta semana a venda do Speedy

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) não deverá liberar, nesta semana, a retomada das vendas do serviço de banda larga da Telefônica, o Speedy. Segundo uma fonte do governo, a área técnica da agência constatou que ainda faltam exigências a serem cumpridas pela empresa de telefonia.

Agência Estado |

De acordo com a fonte, esse estudo foi conduzido pelo superintendente de Serviços Privados da Anatel, Jarbas Valente.

O trabalho da fiscalização da agência teria revelado que ainda faltam alguns investimentos relacionados à troca de equipamentos. Desde o dia 23 de junho, a Telefônica está impedida pela Anatel de vender o Speedy. Mas, na semana passada, a empresa apresentou à agência o cumprimento da primeira fase do plano emergencial proposto pela companhia para resolver os problemas. São essas ações, que foram analisadas pelos técnicos da Anatel, que ainda não seriam suficientes para dar segurança à agência de liberar a comercialização do serviço.

Ainda segundo a mesma fonte, a avaliação da Anatel já foi apresentada à Telefônica. Há cerca de 10 dias, o presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg, disse que, provavelmente, o Conselho Diretor da agência decidiria esta semana sobre o pedido da Telefônica de suspender a proibição das vendas.

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse hoje que está reavaliando a sua posição manifestada na semana passada de que a Anatel deveria liberar imediatamente as vendas do Speedy. Ele disse que também teve informação de que as medidas são insuficientes e que, portanto, seria mais prudente aguardar uma análise mais detalhada pela Anatel.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG