Análise revela que estátua de Loba de Roma é medieval, e não etrusca

Roma, 9 jul (EFE).- Uma análise com carbono 14 revelou que a conhecida estátua da loba que amamentou Rômulo e Remo, exibida nos Museus Capitolinos de Roma, não pertence à época etrusca, como até agora se acreditava, mas à Idade Média.

EFE |

Até agora a estátua era datada do século V a.C, enquanto esta nova análise situa sua realização mais de mil anos depois, entre os séculos VIII e XIV d.C.

Segundo o periódico italiano "La Repubblica", a Prefeitura de Roma conhecia os resultados há mais de um ano, mas ainda não havia divulgado.

A primeira a indicar que a obra poderia datar da Idade Média foi a restauradora Anna Maria Carrubba, que entre 1997 e o ano 2000 participou dos trabalhos de restauração da estátua.

Carruba observou que, para a realização da Loba, tinha sido utilizada uma técnica de fundição adotada durante a Idade Média. EFE ebp/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG