SÃO PAULO - O prazo para um vôo ser considerado como atrasado no Brasil foi reduzido ontem de 60 minutos para 45 minutos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Assim, um avião que decole mais de 45 minutos após o horário previsto entra na estatística da agência como atraso - o que influencia a nota de qualidade de serviço dada às empresas aéreas.

Segundo a Anac, em 1 de maio haverá nova redução nesse padrão. A partir do início do próximo mês, vôos partindo mais de 30 minutos além do horário previsto serão considerados atrasados pela agência.

Segundo a Anac, o referencial de atrasos é um indicador para avaliar a performance do setor num dos pontos mais relevantes para o usuário: a pontualidade. A agência afirma que as estatísticas de atrasos de vôos vêm caindo constantemente desde o fim do ano passado e, portanto, os atrasos de mais de 60 minutos são cada vez menos freqüentes. Por isso, foi considerado adequado o momento para rever o nível de padrão para atrasos.

A meta da agência é chegar ao padrão internacional, que estabelece como atrasado qualquer vôo iniciado mais de 15 minutos após o horário previsto.

(José Sergio Osse | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.