BRASÍLIA - Aumentou no mês passado o registro de atrasos nos 67 aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Balanço divulgado nesta terça-feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aponta que o índice de aeronaves que decolaram pelo menos 30 minutos fora do horário previsto atingiu 12,5%, contra 10,5% do mês anterior.

O total de cancelamentos bateu em 3,2%, ante 3,0% de setembro. Os dados referem-se às operações das empresas TAM, Gol, Varig, OceanAir e Webjet, que juntas dominam 98% do mercado doméstico.

A Varig respondeu pela maior fatia tanto de atrasos quanto de cancelamentos, com 15,3% e 4,5%, respectivamente. A OceanAir aparece em segundo lugar na lista de atrasos, com 15,1%, e no quarto na de cancelamentos, 2,8%. A Webjet ocupa o terceiro posto de atrasos (14,1%) e o segundo de cancelamentos (4,4%). A TAM registrou os índices de 10% para atrasos e de 2,2% para cancelamentos. A Gol apresentou o índice de 13,4% para vôos atrasados e de 3,2% para cancelados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.