BRASÍLIA - A Agência Nacional e Aviação Civil (Anac) informou nesta segundea-feira que 56 passageiros e um tripulante brasileiro estavam no voo 447, da Air France, que desapareceu após partir do Rio de Janeiro para Paris. Segundo a agência, a quantidade de brasileiros embarcados ainda pode aumentar, uma vez que 16 pessoas continuam sem nacionalidade determinada até o momento.

Veja no infográfico a rota do airbus avião da Air France desaparece


A agência explicou que a dificuldade em identificar todos os passageiros ocorre porque o voo AF 447 estava lotado. Alguns passageiros teriam trocado de voo mesmo depois de haver passado pela imigração no Aeroporto do Galeão. Além disso, há alguns passageiros com dupla nacionalidade que inicialmente foram identificados como estrangeiros, mas verificou-se que eram também brasileiros.

A Anac reiterou que trabalha em conjunto com a Polícia Federal para confirmar todos os nomes e nacionalidades a bordo. 

O órgão informou ainda que, a partir desta terça-feira, a central de atendimento da Air France aos familiares funcionará somente no hotel Windsor na Barra da Tijuca (av. Sernambetiba, 2630, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro).  O trabalho da companhia está sendo supervisionado pela Anac.

Saiba mais:

Passageiros e relatos

Leia também:

Leia mais sobre: viagem aérea

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.