Anac cobrará de pilotos proficiência em inglês

A partir de 5 de março deste ano, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) exigirá que os pilotos brasileiros comprovem em sua habilitação a proficiência em inglês. Segundo a agência, o nível mínimo requerido será o operacional.

Agência Estado |

Caso a medida, determinada pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), não seja atendida, o profissional será impedido de viajar para o exterior.

A Anac explicou que os pilotos terão de passar pelo teste Santos Dumont English Assessment, composto de duas fases. Em ambas, há questões sobre aviação civil e as comunicações radiotelefônicas entre pilotos de aeronaves, controladores de tráfego aéreo e operadores de estações aeronáuticas. São avaliadas a pronúncia, estrutura gramatical, vocabulário, fluência, compreensão e interação.

De acordo com a Anac, todos os pilotos que atingirem o nível operacional deverão fazer o teste novamente após três anos. Para os aprovados no nível avançado, o prazo será de seis anos. Quem for considerado expert será dispensado de novos testes. O nível será escrito no certificado de habilitação do piloto. Hoje, 4.137 pilotos já são habilitados no nível operacional ou superior.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG