Anac calcula multar Gol em R$ 2 milhões e suspende fretamentos

Atrasos começaram no fim de semana e prejudicaram passageiros principalmente na segunda e terça-feira

iG São Paulo |

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou nesta quarta-feira que a empresa aérea Gol será multada em cerca de R$ 2 milhões devido aos problemas que causaram atrasos em voos da companhia em vários aeroportos do País nos fim das férias. A empresa também foi proibida de fazer novos fretamentos por tempo indeterminado.

Nesta quarta-feira, o Ministério Público Federal (MPF) enviou ofícios aos presidentes da Gol, da Anac e ao Diretor de Operações da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) pedindo informações sobre os problemas. Nesta quarta-feira, o número de atrasos diminuiu em ralação aos outros dias .

No ofício enviado à Gol, o MPF requisitou informações detalhadas sobre qual a origem dos problemas e quais foram as providências adotadas para solucioná-los de forma definitiva para que o episódio não volte a ocorrer novamente. Procuradores da República também requisitaram informações sobre medidas adotadas pela Gol para garantir os direitos dos passageiros.

A Anac, agência responsável pela fiscalização das companhias aéreas, foi questionada sobre as medidas emergenciais adotadas durante o ocorrido. O MPF requisitou a relação de penalidades aplicadas nos últimos doze meses às companhias aéreas quanto a atraso nos voos.

Assim como requisitado à Anac, a Infraero foi questionada sobre as medidas adotadas para resolver os problemas no momento do ocorrido e quais medidas pretende adotar para evitar o ocorrido no futuro.

Os três ofícios foram enviados nesta quarta-feira e a Gol, a Infraero e a Anac terão dez dias, a partir da data do recebimento, para enviarem suas respostas ao MPF.

Gol

A Gol divulgou uma nota no início da noite desta quarta-feira onde informa que está comprometida em cumprir à risca o plano de ação que apresentou ontem à Anac. A Gol ainda destaca que suas operações já estão normalizadas e que "gostaria de externar aos clientes as suas mais sinceras desculpas e, também, de agradecer e reconhecer o empenho e dedicação de seus colaboradores, que atuaram prontamente e em todas as frentes para regularizar a situação dos voos com a maior agilidade possível, amenizando, como podiam, o impacto sobre os passageiros". 

Procon

A Fundação Procon de São Paulo notificou nesta terça-feira a Gol a apresentar até sexta-feira explicações para a onda de atrasos e cancelamentos de voos. O órgão quer saber as causas do problema, o número de pessoas afetadas e as providências adotadas pela companhia. É com base nessas informações que serão definidas eventuais punições à empresa, que podem chegar à multa de até R$ 3 milhões.

    Leia tudo sobre: anacgolaeroportosatrasosvoos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG