Amy Winehouse se apresenta para o público do Rock in Rio Madri

Madri, 4 jul (EFE).- Amy Winehouse, que não conseguiu encontrar seu ponto de equilíbrio, e muito menos de entonação, levou à loucura o público do Rock in Rio Madri desde o primeiro gole de álcool da cantora.

EFE |

Não era a artista mais importante, mas sim a mais esperada deste Rock in Rio, realizado na localidade de Arganda del Rey e pelo qual hoje passarão mais de 75.000 pessoas, em uma noite que será encerrada pela cantora colombiana Shakira.

Winehouse, desprovida de todo argumento musical, não desapontou os presentes, que não esperavam grandes lucros musicais e sim algo de mórbido no comportamento errático da britânica.

Ela começou o show com "Adicted", para depois interpretar "Cupid", agarrada a um violão que foi incapaz de tocar.

Havia muita expectativa após o fiasco de sua atuação no Rock in Rio Lisboa e seu recente ingresso em um hospital britânico por causa de um enfisema, uma doença pulmonar crônica que a cantora está sofrendo com apenas 24 anos, por causa do consumo excessivo de crack.

Amy entrou no palco quase sem carisma nem voz, acompanhada de nove músicos, dois dos quais a salvaram em várias ocasiões.

A ironia geral chegou a seu mais alto nível quando o público cantou com ela o "no, no, no" de sua conhecida música "Rehab", na qual Amy Winehouse se nega a se desintoxicar ou com o esquecimento de grande parte da letra de "A message to you, Rudy", versão do clássico do grupo The Specials. EFE hlm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG