SÃO PAULO (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, viajará ao Oriente Médio para tratar do conflito na Faixa de Gaza, informou o Itamaraty nesta quinta-feira. Entre os dias 11 e 13 de janeiro ele vai visitar Israel, Palestina, Síria e Jordânia. O objetivo da visita é apoiar os esforços para um cessar-fogo imediato, o alívio da situação humanitária e o estabelecimento de uma paz duradoura na região, disse o ministério em comunicado.

A viagem ocorre, segundo o Itamaraty, após contatos de Amorim com alguns dos principais líderes políticos envolvidos na busca de uma solução para o conflito, que já dura 13 dias e matou mais de 760 palestinos e 11 israelenses.

Israel alega que o objetivo da ação militar é impedir que o grupo islâmico Hamas dispare foguetes contra seu território. O Hamas argumenta que os foguetes são uma reação ao bloqueio econômico e a ações militares prévias de Israel.

Amorim vai se encontrar em Jerusalém, no dia 11, com a ministra de Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni. No dia seguinte, em Ramallah, o chanceler brasileiro terá reuniões com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e com o primeiro-ministro Salam Fayaad, entre outros encontros.

No dia 13, em Amã, Amorim entregará doação do governo brasileiro de 6 toneladas de medicamentos e 8 toneladas de alimentos aos palestinos afetados pelo conflito em Gaza.

(Reportagem de Tatiana Ramil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.