O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, defendeu as aquisições de submarinos e helicópteros que o Ministério da Defesa está fazendo junto à França. Segundo Amorim, essas compras são relevantes principalmente porque há transferência de tecnologia para o Brasil.

O ministro, que participou da festa do 7 de Setembro, defendeu a necessidade de equipar as Forças Armadas, porque "proteger o pré-sal é importante".

O acordo para a compras de helicópteros e submarinos franceses será assinado hoje pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Nicolas Sarkozy, da França, que assistiu, nesta manhã, ao desfile comemorativo do Dia da Independência, na Esplanada dos Ministérios, como convidado especial do governo brasileiro. Os acordos totalizam 8,6 bilhões de euros (R$ 22,6 bilhões). A França é também um dos países que participam da concorrência para a compra de 36 aviões de caça para a Força Aérea Brasileira, um negócio estimado em US$ 7 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.