Ambulante que salvou filha de tiroteio é enterrado no Rio

O ambulante Jeferson Silva de Andrade, de 28 anos, foi enterrado no fim desta tarde, no Cemitério São João Batista, em Botafogo. Ele morreu ao tentar proteger a filha Lariene, de 3 anos, durante uma troca de tiros entre policiais civis e traficantes da Cruzada São Sebastião, conjunto habitacional no Leblon, zona sul do Rio.

Agência Estado |

Lariene foi atingida por um tiro na perna direita.

O confronto ocorreu na noite de ontem, depois que policiais receberam a denúncia de que o conjunto estava sendo invadido por traficantes da Rocinha. Andrade vendia doces em frente a um dos prédios da Cruzada. Ele estava com a mulher e a filha. Quando teve início o tiroteio, o casal correu. Mas Andrade voltou para buscar a criança e se jogou sobre ela. Foi atingido no braço e no pescoço. Morreu ao chegar ao Hospital Miguel Couto.
O policial Charles Beirut dos Santos e uma moradora também foram atingidos. Santos foi ferido num braço, operado no Hospital Miguel Couto e transferido para uma clínica particular. A moradora, identificada como Vera, foi atingida de raspão e não ficou internada.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG