Ambrósio se contradiz em depoimento à CPI dos Grampos

BRASÍLIA ¿ O ex-agente do Serviço Nacional de Informação (SNI), Francisco Ambrósio, confessou, à CPI dos Grampos, que ouviu ¿acidentalmente¿ o conteúdo de duas escutas telefônicas realizadas durante a Operação Satiagraha, da Polícia Federal (PF). Ambrósio prestou depoimento à CPI da Câmara dos Deputados nesta quinta-feira e caiu em contradição em relação ao que havia dito anteriormente, de que jamais teve acesso aos áudios.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

De acordo com o ex-agente, ele teria escutado as conversas por um descuido de funcionários da PF, que atuavam na Satiagraha e que deixaram os arquivos abertos.

Ambrósio participou das investigações Operação Satiagraha a convite do delegado Protógenes Queiroz, que por um ano e meio comandou a operação. A operação foi responsável pela prisão, no ano passado, do banqueiro Daniel Dantas.

Nesta quinta-feira, Ambrósio voltou a afirmar que seu trabalho nas investigações era apenas burocrático, fazendo procedimentos como separar e-mails e organizá-los em uma planilha de Excel. Segundo ele, isto era feito em uma sala no sede da PF em Brasília.

O ex-agente presta depoimento assegurado por um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia também:

Leia mais sobre: Operação Satiagraha

    Leia tudo sobre: cpi dos gramposoperação satiagraha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG