Amazônia perde área maior que Salvador em 3 meses

O desmatamento na Amazônia aumentou 754 km² entre novembro e janeiro, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de São José dos Campos (SP). A área é superior à do município de Salvador, de 706,79 km².

Agência Estado |

Os dados divulgados hoje foram obtidos pelo sistema Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter). Segundo o Inpe, foram devastados 355 km² em novembro, 177 km² em dezembro e 222 km² em janeiro, por corte raso ou degradação progressiva.

No trimestre anterior, foram desmatados 216 km² em outubro, 302 km² em setembro e 446 km² em agosto, somando 964 km² no período. O Inpe explicou que, entre novembro e abril, os dados sobre desflorestamento são divulgados a cada trimestre, uma vez que o intervalo de tempo é marcado pela intensidade de nuvens na região, o que prejudica a observação de satélite.

Entre novembro e janeiro, o Pará foi o Estado que teve mais áreas desmatadas, onde foram registrados 319 km² de devastação. Já no Mato Grosso, nos três meses, o desmate atingiu 272 km². O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, destacou ontem que as derrubadas na Amazônia no trimestre de novembro a janeiro tiveram uma "queda significativa", mas não divulgou as informações. Hoje à tarde, Minc comentará os últimos dados do instituto.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG