Amazônia é destaque no 2º dia de provas da Unesp

A Amazônia esteve em destaque no segundo dia de provas do vestibular da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Palavras como “floresta” e “desmatamento” apareceram com freqüência não apenas nas questões de geografia, como esperado, mas também em outras disciplinas, entre elas, matemática, biologia, física e química.

Agência Estado |

Outros temas ligados ao ambiente, como lixo e reciclagem, também foram recorrentes.

De forma geral, os professores ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo avaliam que a prova de conhecimentos específicos foi bem elaborada para todas as áreas, com nível de dificuldade médio. “Erraram apenas em relação ao tempo, que não era suficiente para responder às 25 questões”, diz o coordenador-geral do Curso Anglo, Nicolau Marmo.

Edmilson Motta, coordenador do Curso Etapa, concorda: “As questões de biologia eram muito longas e as de história apresentaram nível de dificuldade superior ao das demais. Cada pergunta exigia uma pequena dissertação.” No domingo, as questões de história foram consideradas por diversos candidatos como as mais difíceis da prova de conhecimentos gerais, que teve uma questão de inglês anulada. Sobre a questão número 15 de biologia, de conhecimentos gerais, que também foi contestada por professores de cursinho, a Fundação Vunesp, organizadora do exame, afirmou que manterá a alternativa “D” do gabarito como correta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG