Amazonas Film Festival exibirá cerca de 200 filmes em 7 dias

MANAUS ¿ A 5ª edição do Amazonas Film Festival, que começa amanhã em Manaus e cujo júri será presidido pelo diretor inglês Alan Parker, exibirá em sete dias cerca de 200 filmes, em sua maioria de aventuras e sobre assuntos ambientais. A edição deste ano, com 53 produções na mostra competitiva, será a maior já realizada na cidade.

EFE |

Entre os convidados estrangeiros está o francês Claude Lelouch, ganhador do Oscar de filme estrangeiro em 1966 por "Um Homem, Uma Mulher", e que será homenageado no festival.

A mostra deste ano inclui produções de 27 países de cinco continentes, embora a maioria seja de produções brasileiras. Destes filmes, os produzidos na Amazônia terão um espaço especial no festival.

"O Amazonas Film Festival é um espaço para promover a diversidade cultural, já que reúne uma grande variedade de países, línguas e formatos", afirma Robério Braga, secretário de cultura do Amazonas, principal organizador do evento.

O festival premiará produções em cinco mostras competitivas, duas internacionais e três brasileiras: Internacional de Filmes de Ficção; Internacional de Documentários; Curtas-Metragens 35 mm - Brasil; Curtas-Metragens Digitais - Brasil; e Curtas-Metragens digitais - Amazonas.

"Não há em outro lugar do Brasil um Festival com essa variedade de perfil. Temos filmes do Amazonas, mas também de Hong Kong, França, Japão, Senegal e muitos outros lugares", acrescenta Braga.

O evento será aberto na sexta-feira com o filme brasileiro "Verônica", do diretor Mauricio Farias, e encerrado em 13 de novembro com a exibição do documentário "O Grande Balé Vermelho ¿ Mistério dos Flamingos", dos neozelandeses Matthew Aeberhard e Leander Ward.

Outros filmes em competição são "An Empress and the Warriors", de Tony Ching Siu-Tung (Hong Kong); "Birdwatchers - Terra Vermelha", de Marco Bechis (Brasil/Itália); "Captive", de Alexey Uchitel (Rússia); "For a Moment, Freedom", de Arash T. Riahi (Áustria/França); "Johnny Mad Dog", de Jean-Stéphane Sauvaire (França/Libéria).

Também se destacam "Tahaan - A Boy With a Grenade", de Santosh Sivan (Índia); "Tengri-Blue Heavens", de Marie Jaoul de Poncheville (Alemanha/França/Quirguistão); e "Tulpan", de Sergey Dvortsevoy (Cazaquistão/Alemanha).

Entre os documentários figuram "Addited to Plastic", de Ian Connacher (Canadá); "De Volta a Bikini", de Lawrence Wahba e Lygia Barbosa (Brasil); "Ice People", de Anne Aghion (França / Estados Unidos); "Mystery of the White Dunes", de Satoshi Okabe (Japão); e "Recipes for Disaster", de John Webster (Finlândia).

Outros documentários em competição são "Scarred Lands & Wounded Lives: the Environmental Footprint of War", de Alice Day e Lincoln Day (EUA); "The Unforeseen", de Laura Dunn (EUA); "Water, Woman & 10.000 Miles", de Nilosree Biswas (Cingapura), e "Darwin's Natural Heir", de David Dugan (Reino Unido).

Leia mais sobre: Amazonas Film Festival

    Leia tudo sobre: festival de cinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG