Oito caçadores de animais silvestres são presos no Amazonas

Foram apreendidas oito espingardas, munições, um motor de barco, armas e cerca de 200 kg de carne de anta e porco do mato

AE |

selo

Uma equipe de policiais federais prendeu em flagrante na última terça-feira, 17, oito caçadores na zona rural de Boca do Acre, no Amazonas. A ação foi realizada em conjunto com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e resultou ainda na apreensão de oito espingardas, munições, um motor de barco, diversas armas brancas e cerca de 200 kg de carne de caça abatida de anta, porco do mato e outros animais. 

Os caçadores agiam em uma Reserva Indígena denominada Boca do Acre, situada na altura do km 45 da rodovia BR-317. Eles chegaram ao local na sexta-feira, 13, e foram presos pela manhã, quando retornavam ao lago ao final da caçada. De acordo com um indigenista da Funai que acompanhava a missão, o conselho de líderes da comunidade não autorizou aquele grupo a realizar qualquer atividade dentro das terras indígenas. 

Os presos e os materiais arrecadados foram conduzidos até a Superintendência Regional da Polícia Federal (PF) no Estado do Acre, onde foi lavrado o flagrante dos caçadores por porte ilegal de arma de fogo e por matar espécime de fauna silvestre sem permissão.

    Leia tudo sobre: animais silvestrescaçaamazonas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG