Cerca de 65 mil pessoas já foram atingidas pelas chuvas e cheias dos rios, mas apenas 430 estão desalojadas

Onze cidades amazonenses estão em situação de emergência por conta das chuvas e das cheias dos rios que passam pelo Estado. Balanço da Defesa Civil do Estado revela que 16.010 famílias já foram afetadas (cerca de 64 mil pessoas). Em Boca do Acre, cidade a 1.500 quilômetros de Manaus, 430 pessoas estão desalojadas.

No Acre: Rio volta a subir e Estado suspende operação 'De volta para casa'

Além de Boca do Acre, decretaram situação de emergência Eirunepé, Guajará, Ipixuna, Envira, Itamarati, Carauari, Juruá, Lábrea, Pauini e Canutama. Até agora, cerca de 100 toneladas de alimentos já foram distribuídas para as cidades atingidas pelas chuvas.

Estudo da Defesa Civil amazonense aponta que outras 24 cidades ainda devem ser atingidas pelas cheias dos rios. Entre elas, a capital do Estado, Manaus. Pelas projeções da Defesa Civil, cerca de 280 mil pessoas ainda devem ser afetadas. Destas, 26 mil na capital do Estado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.