Amazonas ganha ponte de 3,5 quilômetros

Maior ponte estaiada do País faz a travessia do Rio Negro entre as cidades de Manaus a Iranduba; trajeto só era feito por balsa

iG São Paulo |

A presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inauguraram nesta segunda-feira a ponte Rio Negro, que faz a travessia do rio e liga a cidade de Manaus a Iranduba, no Amazonas. A obra, que havia sido iniciada durante o governo Lula, demorou mais três anos para ser entregue em meio a impasses ambientais e teve um custo total de R$ 1 bilhão.

Divulgação
A ponte que liga a cidade de Manaus a Iranduba

Com 3.595 metros de comprimento, a ponte é considerada a maior ponte estaiada (com 400 metros de trecho suspensos por cabos) do Brasil em águas fluviais e a segunda no mundo, ficando atrás apenas da ponte sobre o rio Orinoco, na Venezuela.

Na inauguração,  Lula e Dilma chegaram a usar cocares , presente dado por comunidades indígenas do Amazonas. Além da inauguração da ponte, Dilma também anunciou a prorrogação da Zona Franca de Manaus por mais 50 anos e a ampliação de medidas federais em benefício da região metropolitana da capital amazonense

A ponte

EFE
A ponte Rio Negro
Antes da construção da ponte, a travessia do Rio Negro pela população da região metropolitana de Manaus era feita por meio de balsa e cada trajeto demorava de 30 a 40 minutos. Com a ponte, o percurso poderá ser feito em apenas 5 minutos,

A ponte possui 3.595 metros de extensão, apoio central com 162 metros de altura e vão central de 55 metros de altura, para possibilitar a passagem de navios de grande porte. Na execução das estacas de fundação foram realizadas escavações em grandes profundidades – até 60 metros abaixo do leito do rio - em solos com composição diferentes a cada trecho. Foram utilizadas estacas de até 90 metros de comprimento e guindastes embarcados de 300 toneladas para o içamento de tubos de 75 toneladas para a execução das estacas.

Números do projeto:

• Comprimento total da ponte – 3.595 m;
• Número de vãos – 73;
• Extensão do trecho estaiado – 400,0 m;
• Extensão do vão central – 2 x 200,0 m;
• Largura do trecho corrente – 20,70 m;
• Largura da seção estaiada – 22,60 m;
• Altura do vão central – 55 m;
• Altura do mastro central – 162 m;
• Número total de estais – 56 m;
• Total de vigas pré-moldadas – 213;
• Número total de estacas escavada – 246;
• Volume de concreto por estaca: variável de 120 m³ a 415 m³.
• Concreto Estrutural (m³) – 161.710 – equivalente a 25 prédios de 20 andares;
• Aço CA-50 (toneladas) – 21.500
• Aço CP-190 RB (toneladas) – 1.270;
• Cimento – 1.600.000 sacos de cimento;
• Vigas Pré-moldadas 45 metros (peças) – 213;
• Pilares /apoios (unidades) – 74;

    Leia tudo sobre: ponte rio negroamazonasmanaus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG