Governo libera R$ 1,7 milhão para ações de defesa civil no Amazonas

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Verba será aplicada na assistência das vítimas da cheia do rio Madeira. Humaitá, ao sul do estado, tem situação mais crítica

Agência Brasil

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, autorizou o repasse de R$ 1,7 milhão para o Amazonas para a execução de ações de socorro, assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais por causa da situação de emergência devido à cheia recorde do Rio Madeira. A portaria foi publicada nesta quinta-feira (13) no Diário Oficial da União.

Dilma promete auxílio a vítimas de enchente no rio Madeira, em Rondônia

Cheia do Rio Madeira prejudica ano letivo em Rondônia

Os recursos foram destinados por meio do Cartão de Pagamento de Defesa Civil. A ferramenta é utilizada pelo governo federal para dar mais agilidade às ações de resposta. O cartão acelera o repasse do dinheiro para ações de defesa civil.

A situação mais crítica ocorre no município de Humaitá, no sul do estado. A Previdência vai adiantar o pagamento dos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social dos moradores da cidade, de acordo com portaria publicada ontem (12) no Diário Oficial da União.

As cheias do Rio Madeira começaram em setembro do ano passado na divisa dos estados de Rondônia e do Acre, fronteira com a Bolívia. Até agora, há 60 mortos e pelo menos 60 mil famílias afetadas na Bolívia. No Brasil, mais de 2,5 mil famílias estão desabrigadas. Ontem, o nível Rio Madeira voltou a subir e atingiu nova marca histórica: o nível das águas atingiu 19,10 metros.

Leia tudo sobre: brasilamazonasrio madeiracheiaenchenteinundação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas