Após protesto, prefeito de Manaus anuncia redução da tarifa pela segunda vez

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Arthur Neto já havia reduzido passagem de R$ 3 para R$ 2,90. Agora, ele decidiu voltar a cobrar valor de R$ 2,75

Agência Estado

Raul Golinelli/Futura Press
Anúncio acontece seis dias depois de um protesto que reuniu 60 mil manifestantes na capital

Em coletiva à imprensa na tarde desta quarta-feira (26), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), e o governador do Amazonas, Omar Aziz (PSD), anunciaram a redução na tarifa de ônibus. A passagem passa de R$ 2,90 e para R$ 2,75. A medida terá vigência a partir de 1º de julho.

Leia também: Cerca de 60 mil pessoas protestam em Manaus

O encontro com os jornalistas aconteceu na casa do governador. Eles alegaram que a redução foi possível devido à desoneração do IPVA dos ônibus. No dia 27 de março, Arthur Neto havia reajustado a passagem de R$ 2,75 para R$ 3. No dia 18 de junho, reduziu para R$ 2,90.

O anúncia acontece seis dias depois de um protesto que reuniu 60 mil manifestantes nas ruas do centro da capital do Estado. Os ativistas caminharam até a Arena da Amazônia, segundo a Polícia Militar. Além de pediram redução da tarifa, manifestantes pediram por melhorias na qualidade do transporte público de Manaus.


Leia tudo sobre: GERALManaustarifaprotestosmanifestações

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas