Álvaro Dias nega à CPI vazamento de suposto dossiê

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) negou na sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Cartões Corporativos que tenha vazado informações sobre o dossiê de gastos sigilosos do governo Fernando Henrique Cardoso. O senador tucano disse que quem precisa dar explicações é a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e não ele.

Agência Estado |

"Não empurrem para mim o que fizeram de mau. Não joguem nas minhas costas a responsabilidade que eu não tenho", afirmou o senador.

Álvaro Dias lembrou que o setor do Palácio do Planalto encarregado do levantamento de dados de governos anteriores é subordinado à ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. "Busquem no Palácio do Planalto os responsáveis por esse crime de utilizar a máquina pública", insistiu Álvaro Dias. Deputados governistas estão insistindo para que o senador deixe a CPI. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), disse que Álvaro Dias será mantido na CPI. "Em nome da ética mantenho o senador Álvaro Dias e exijo explicações da ministra Dilma", afirmou Virgílio. O bate-boca entre governistas e oposição continua na CPI.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG