Alunos poderão mudar local de prova do Enem

O Ministério da Educação informou hoje que os alunos que quiserem mudar a cidade onde a prova será realizada nos dias 5 e 6 de dezembro poderão fazer o pedido de transferência a partir de amanhã, no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), www.inep.

Agência Estado |

gov.br. Os inscritos terão cinco dias de prazo para fazer a alteração.

Uma força-tarefa, constituída por empresas privadas e instituições públicas, ficará encarregada da realização do exame em todo o País.
A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) cuidará da logística da distribuição das provas nos mais de 1.800 municípios onde o exame será aplicado. À Polícia Federal caberá dar apoio de inteligência e monitorar todas as etapas do Enem. A Força Nacional de Segurança Pública ficará de sobreaviso e pode ser acionada em algumas regiões que apresentem maior vulnerabilidade ou risco à integridade dos mensageiros que conduzirão os exames.

Vestibulares

O ministro Fernando Haddad vai se reunir com o novo consórcio e o Inep, que coordena o Enem, para detalhar o cronograma do exame e as medidas paralelas que precisam ser tomadas para evitar atropelos com o vestibular de várias universidades.

Das três universidades com vestibulares marcados para o mesmo período do Enem, em dezembro, uma, a UnB, já alterou a data para os dias 7 e 8. As outra duas, as universidades federais do Santa Catarina e de Juiz de Fora (MG) levarão o caso para seu conselho diretor, com indicação de acatar a alteração de data.

Contrato

Hoje, o deputado Fernando Coruja (PPS/SC) deu o primeiro passo para que o TCU analise o contrato firmado entre o consórcio Connasel (encarregado de fazer a impressão, distribuição e correção das provas do Enem) e o Inep. O deputado enviou para a Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara uma proposta solicitando a investigação pelo TCU.

O pedido, no entanto, somente será encaminhado para o Tribunal depois de ser apreciado e aprovado pela comissão. O deputado também encaminhou um pedido de informações para o MEC sobre as condições do contrato firmado entre o Inep e a Connasel.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG