Alunos acham que Enem teve grau médio de dificuldade

Os primeiros alunos a deixar a Estácio UniRadial, no Brooklin, zona sul de São Paulo, consideram que a prova do Enem teve grau médio de dificuldade, mas com questões que mantiveram a linha do exame. A maioria das perguntas não exigia decoreba, mas algumas cobravam cálculos e conteúdo mais difíceis, disse a estudante Eduarda Araújo, de 18 anos.

Agência Estado |

Os alunos divergiram em relação à área de conhecimento mais difícil. "Achei humanidades a mais fácil, porque não sou boa com números", afirmou a garçonete Érika da Silva, de 19 anos, que tenta uma bolsa do ProUni para o curso de Administração.

Já Elvis de Andrade, de 19 anos, morador do Jardim Ângela, zona sul, achou o nível da prova de humanidades superior ao da prova de natureza. "Tinham muitas questões de atualidades, o que não é o meu forte". Por conta disso, o estudante não acredita que vá conseguir pontuação suficiente para pleitear uma bolsa do ProUni.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG