Aluno do ensino médio de SP terá aulas sobre gravidez

A partir de outubro deste ano, 600 mil adolescentes de 3,6 mil escolas paulistas terão oficinas sobre gravidez na adolescência durante as aulas de biologia do 1º ano do ensino médio, promete a Secretaria de Estado da Educação de São Paulo. Vamos mostrar aos estudantes da rede que a gravidez é uma escolha, cujas implicações os acompanharão pelo resto da vida, afirmou a secretária Maria Helena Guimarães de Castro.

Agência Estado |

O trabalho que será implantado nas salas de aula foi inspirado nos bons resultados de uma parceria da pasta, o projeto Vale Sonhar, que reduziu em mais de 90% o número de jovens gestantes na região do Vale do Ribeira, interior de São Paulo, que tem o menor índice de desenvolvimento humano do Estado.

Criado pelo Instituto Kaplan - especializado em estudos da sexualidade humana -, o Vale Sonhar uniu conhecimento sobre sexualidade, reprodução e contracepção aos debates sobre os sonhos e projetos dos jovens, com o objetivo de promover o sexo seguro. "O objetivo é desenvolver essa responsabilidade pessoal no adolescente, para que ele perceba o impacto da gravidez no seu projeto de vida", explica Sandra Vasques, psicóloga, orientadora sexual e gerente dos projetos do instituto.

A iniciativa foi testada pela primeira vez em 2004, em 14 municípios do Vale do Ribeira. Já no primeiro ano do projeto, o número de meninas grávidas na região foi reduzido em 80% - de 360 para 72. No final de 2006, após dois anos de oficinas, a redução chegou a 91%. "Não é um número mágico, exige muito trabalho", completa Sandra. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG