Aloysio nega que Serra tenha definido sucessor em SP

Na disputa pela indicação do governador de São Paulo, José Serra, para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes pelo PSDB, o secretário-chefe da Casa Civil, Aloysio Nunes Ferreira, negou hoje que o governador tenha batido o martelo sobre a sucessão estadual. Questionado sobre as notícias que dão como certa a candidatura do secretário de Desenvolvimento e ex-governador, Geraldo Alckmin, também tucano, Aloysio respondeu à Agência Estado : É uma notícia que simplesmente não existe, uma notícia falsa.

Agência Estado |

"

O chefe da Casa Civil repetiu o mantra do governo Serra e dos tucanos, de que só se decide candidatura em 2010. "O governador não quer tratar da sua sucessão agora. A definição de candidatura será no ano que vem."

Aloysio comandou na tarde desta terça-feira, no Palácio, um evento com a participação de quase uma centena de prefeitos paulistas. Eles vieram à Capital assinar convênios para receber recursos do governo estadual, em um ritual que tem se repetido mensalmente desde o início da administração Serra. Nesta leva foram firmadas parcerias no valor total de R$ 33,9 milhões, com 92 municípios.

Diante da plateia de 300 pessoas, Serra afagou Aloysio. "Se tem um indivíduo responsável pela nossa excelente relação com os municípios e com a Assembleia Legislativa é o Aloysio", disse o governador arrancando um longo aplauso do público. Serra comparou sua relação com o secretário com a que há entre bens complementares na economia. "Café e açúcar são complementares. Café e chá são substitutivos. Eu e Aloysio somos complementares."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG