Alimentos sobem menos e inflação em SP cai a 0,38%; cigarro pesa

SÃO PAULO (Reuters) - A inflação em São Paulo medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) desacelerou ligeiramente, já que uma menor alta dos custos de alimentos foi contrabalançada pelos reajustes dos cigarros e dos remédios. O indicador subiu 0,38 por cento na terceira quadrissemana de abril, ante alta de 0,42 por cento na segunda, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta sexta-feira.

Reuters |

Os preços do grupo Alimentação desaceleraram a alta para 0,18 por cento nesta leitura, ante 0,68 por cento na anterior.

Os de Vestuário também subiram em ritmo menor, em 0,46 por cento na terceira leitura, ante 0,71 por cento na segunda.

Já os de Despesas Pessoais, que incluem cigarros, aumentaram 1,70 por cento agora, ante elevação de 1,36 por cento antes. O imposto sobre os cigarros foi reajustado recentemente pelo governo para fazer contrabalançar uma série de medidas de desoneração para estimular a economia.

Refletindo o aumento dos remédios, os custos de Saúde tiveram avanço de 1,50 por cento, contra alta anterior de 0,61 por cento.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG