Alimentação saudável deve começar na infância

Alimentação saudável deve começar na infância Por Humberto Maia Junior Comer bem é um hábito adquirido na infância. É questão de educação, segundo a nutricionista Solange Hypólito.

Agência Estado |

"Mas os pais falham nessa tarefa: ou pelo mau exemplo ou pelo método inadequado." O resultado: crianças obesas ou subnutridas.

O mau exemplo é dado quando o pai ou a mãe não consomem os nutrientes necessários ou incentivam o consumo de alimentos pobres. A outra falha é na forma de fazer com que os filhos se alimentem de forma adequada.

Um erro muito cometido pelos pais é usar truques como o de que para ganhar o chocolate, é preciso comer o rabanete. "Por quê? Isso incentiva os maus hábitos e faz parte da lista de dicas da Sociedade Americana do Coração (AHA, da sigla em inglês) sobre hábitos alimentares. Isso provoca uma dependência emocional", diz a nutricionista Leila Nasser, que conta o caso de uma menina que, ao chorar, recebia da mãe uma chupeta besuntada com açúcar. "Hoje ela tem 10 anos, está obesa e sempre que está triste come um doce."

Outra falha é forçar a criança a comer determinado alimento. Nem usando todos os argumentos ("faz bem", "vai te deixar forte como o Popeye", "assim você não vai crescer"). Se ela não quiser, não pode obrigar. "A criança vai sentir aversão pela comida", afirma Leila. O resultado é que talvez nem crescendo o prato rejeitado será tolerado.

Se é um erro forçar, os pais também falham em desistir cedo. Muitas crianças sofrem do que Solange chama de neofobia, ou medo de coisas novas - alimentos, no caso. "É normal a criança dizer que não gosta. Alguns estudos demonstram que ela só vai passar a aceitar a comida depois da décima ou 15ª tentativa."

O certo é, aos poucos, apresentar o alimento, falar sobre as qualidades e sugerir o consumo.

Boxe:
RECEITAS SAUDÁVEIS

Nutricionistas dizem que pratos saudáveis podem ser gostosos. Abaixo, duas receitas:

OMELETE DE ALHO PORÓ
Rendimento: 2 porções
Valor calórico (porção): 220 kcal
1 talo de alho poró pequeno
2 colheres (sopa) de azeite de oliva ou óleo de canola ou girassol
3 ovos (1 gema e 3 claras)
1/2 xícara (chá) de salsinha picada
1 xícara (chá) de queijo cottage
sal a gosto
Modo de preparo
Lave, limpe e separe a parte mais macia do alho poró. Lave novamente e corte-o em rodelas finas. Reserve. Aqueça 1 colher (sopa) de óleo em uma frigideira média antiaderente, com 25 cm de diâmetro. Junte o alho-poró e refogue, mexendo de vez em quando, por 2 min, ou até murchar. Retire e reserve. Em uma tigela, bata os ovos com um batedor manual por 2 min. Misture a salsinha e o sal. Na mesma frigideira, coloque o óleo restante, leve ao fogo e, assim que aquecer, despeje os ovos batidos, reduza o fogo e tampe a frigideira. Deixe por 5 min, ou até dourar. Vire a omelete com cuidado e deixe fritar por mais 5 min, ou até dourar.

SOPA DE CREME DE BRÓCOLIS COM RICOTA
Rendimento: 4 porções
Valor calórico: 217 kcal
1 maço de brócolis
1 cebola média ralada
2 tomates picados
1 colher (sopa) azeite
1 envelope de caldo de galinha light
3/4 xícara (chá) de leite desnatado
1 colher (sobremesa) de farinha de trigo
200 g de ricota fresca amassada
sal a gosto
Modo de preparo
Refogue a cebola e os tomates no azeite. Acrescente o brócolis e deixe refogar. Adicione o
caldo de galinha dissolvido em água fervente e deixe cozinhar.

Bata no liquidificador e leve ao fogo novamente. Acrescente a farinha de trigo dissolvida no leite e deixe cozinhar um pouco. Acrescente sal. Salpique ricota no prato na hora de servir.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG