Alimentação errada atinge 81% dos pacientes internados, diz estudo

Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (SBNPE) apontou que 81% dos pacientes não consomem de forma correta a refeição oferecida pelo hospital. Os resultados são parciais e foram feitos com sete instituições: três do Estado de São Paulo, duas do Rio de Janeiro e duas do Rio Grande do Sul.

Agência Estado |

“As principais razões apresentadas para a não consumação das refeições foram falta de apetite, ter perdido o horário da refeição, pois estava realizando algum exame ou cirurgia, e não ter gostado do sabor da comida oferecida. Apenas 43,5% referiram ter ingerido todo o almoço oferecido no dia da avaliação”, destaca Cristina Gonzáles, coordenadora do projeto Nutridia Brasil.

De acordo com o estudo, metade dos pacientes não tinha em seu prontuário médico a avaliação quanto ao risco nutricional. “Entre os pacientes que apresentavam esta avaliação, 50% se apresentavam em risco nutricional, ou seja, já estavam desnutridos ou tinham risco de desenvolver desnutrição durante sua internação. Em relação à perda de peso, 63,3% dos entrevistados referiram ter perdido peso nos últimos três meses, sendo que a maioria perdeu entre 2 a 3 quilos ou não sabia informar quantos quilos havia perdido”, afirma José Spolidoro, presidente da SBNPE.

O objetivo do projeto é abordar a alimentação adequada para a recuperação do paciente e alertar sobre o elevado número de desnutrição hospitalar. O resultado final será apresentado no 18º Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, que acontecerá entre 29 de novembro de 2 de dezembro em Natal.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG